sábado, 23 de novembro de 2013

ABORTO- deve ser legalizado no Brasil ?

por  Gabriela,


Para muitos deve soar como um assunto absurdo,onde se matam fetos inocentes, por conta de descuido e por  pura falta de responsabilidade. Porém, se parármos pra pensar, o aborto já é um ato que ocorre na nossa sociedade, as mulheres engravidam ''sem querer'' e tiram, tomando medicamentos fortes, ou até mesmo através de cirurgias, aquilo que era pra ser seu filho.

Para compreender um pouco mais sobre o assunto:

TIPOS DE ABORTO MAIS UTILIZADOS, HOJE EM DIA :

ABORTO INDUZIDO : aquele que é causado pelas próprias mãos humanas, seja pela ingestão de medicamentos fortes que, caso forem tomados incorretamente, podem trazer sérios danos à saúde.
ABORTO ESPONTÂNEO: casos de quando o feto está mal formado, sendo obrigado a ser tirado cirurgicamente (a forma ideal), que se livra de todos os tecidos embrionários, presentes no útero.
Esse procedimento também é utilizado em mulheres de idade mais avançada, que não tem condições de resistir a um parto.

CONSEQUÊNCIAS :
As mulheres que resolvem seguir por esse rumo, correm o risco de ao tomar os medicamentos ou fazer em casa todo o procedimento, sofrer uma grande dor, danos no interior do corpo, trazendo doenças perigosas como :
- o desenvolvimento do câncer de mama.
-problemas hormonais, infecções, etc.

Afinal, o aborto deve ou não ser legalizado no Brasil ?

Segundo Daiany Dantas : ''Penalizar apenas as mulheres por uma fecundação – que não ocorre sem a ação de um homem envolvido – é também criminalizar o gênero feminino, assumir que as mulheres que abortam são responsáveis naturais pela continuidade da gestação e o homem está naturalmente isento de qualquer acusação''.

Tudo depende do ponto de vista de cada um, se colocando, acima de tudo, no lugar daquelas mulheres, que podem ter sido abusadas, que  correm risco de vida, por conta de uma doença, por terem uma idade avançada, tendo que tirar o feto de uma forma brutal, tomando medicamentos fortes, ou até mesmo, manualmente em casa, o que pode trazer milhares de doenças, conforme a falta de higiene, etc.

Segundo uma pesquisa da UNB, das mulheres que já abortaram,23% ganham até um salário mínimo, 31% de um a dois, 35% de dois a cinco e 11% recebem mais de cinco.  Abortam também por condições financeiras,por  não quererem ter um filho tão cedo, de perderem a liberdade para sair em festas e de não estarem preparadas psicologicamente para tudo que haveria de passar pela frente. O que não impede mulheres de classes médias seguirem pelo mesmo rumo, pois esse ato já faz parte da sociedade em que vivemos, qualquer um, seja rico ou pobre, já praticou ou ainda pratica o aborto. Outro dado da pesquisa da UNB é que 64% das mulheres que já cometeram o aborto são casadas e 81% são mães. 

Entrevista feita com Solange Manica, 43 anos :
1) O que você acha do aborto ?
'' Eu acho que não deve existir o aborto, pois nós não temos o direito de tirar a vida de ninguém''.
2)Se colocando no lugar das mulheres, sem condição alguma, faria o mesmo?
''Não faria o mesmo. Porém, pra mim, o aborto só poderia ser colocado em prática, naquelas mulheres que já foram abusadas sexualmente.''
3) Na sua opinião, o aborto deve ser legalizado no Brasil, assim como já ocorreu em outros países ? Por que ?
''Não, pois a mulher pode ter seu filho e depois, se não tiver condições, colocá-lo em um orfanato, para ser adotado, ou em berçários do governo, para que ao mesmo tempo, possa trabalhar. Existe a bolsa-família, para pessoas sem condições. Nós, mulheres, não temos o direito de tirar uma vida.''

fontes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário